Mais de 422 mil pessoas são afetadas por chuvas no Paraná

A Defesa Civil do Paraná divulgou boletim na manhã desta terça-feira (10), com dados atualizados das vítimas das enchentes no Estado. O número de afetados saltou de 55 mil para 422.435. Os municípios mais prejudicados são Cascavel (150.050), Irati (57.825), Prudentópolis (42.072) e Quedas do Iguaçu (32.843). As enxurradas e alagamentos também vitimaram mais de 16 mil pessoas em Curitiba. 

Ainda segundo o boletim, quase 13 mil pessoas ficaram desalojadas. As fortes chuvas e vendavais causaram estragos em 8.454 residências e deixaram 3.805 pessoas desabrigadas. Até agora, há nove mortes confirmadas, seis desaparecimentos e 30 feridos.


Mortes 

O número de mortes pode subir nos próximos boletins. Em Altamira do Paraná (131 km ao sul de Campo Mourão), o corpo de um idoso de 60 anos foi encontrado no Rio do Macaco nesta segunda-feira. O homem estava desaparecido desde o último sábado (7). Ele tentou atravessar um trecho montado em um cavalo quando acabou arrastado pela correnteza. O óbito, no entanto, ainda não foi contabilizado no relatório oficial. 

Apoio federal 

A presidente Dilma Rousseff (PT) declarou, na manhã desta segunda-feira (09), apoio do governo federal aos paranaenses. Ela entrou em contato com o governador do Estado, Beto Richa (PSDB), e prometeu dar todo o apoio necessário nas atividades de reestruturação, reconstrução e amparo aos desabrigados. O Ministro de Integração, Francisco Teixeira, foi enviado ao Paraná para coordenar as ações de Defesa Civil, Força Nacional, Saúde e Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro. 

Situação de emergência 

O Governo do Estado decretou situação de emergência em 79 municípios. Na noite de ontem, a assessoria de comunicação afirmou que o governador deve incluir mais 50 municípios na lista, inclusive, Curitiba. O decreto facilita o uso de recursos públicos sem imposições burocráticas, possibilitando maior agilidade nos processos.

Fonte: Bonde.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *