Menino atacado por tigre recebe alta e deixa hospital

Garoto de 11 anos teve o braço amputado depois de ataque em zoológico

O menino de 11 anos atacado por um tigre no zoológico de Cascavel, no Paraná, recebeu alta e deixou o hospital na noite de quarta-feira, uma semana depois do incidente. No ataque, o garoto teve o braço dilacerado pelo animal. Internado em estado grave, ele foi submetido a cirurgia e teve o braço amputado.

Segundo a assessoria do hospital, o garoto foi acompanhado por uma equipe médica formada por diversos especialistas, entre eles ortopedistas, pediatras e psicólogos. Ele deixou o local por uma saída nos fundos do prédio.

A mãe do menino informou que nesta quinta-feira voltará para São Paulo, onde a família mora. “Ele está bem, está se virando sozinho. Agora é concluir a recuperação em casa”, disse. Segundo ela, o temor do filho era que o tigre fosse sacrificado – hipótese rapidamente descartada pelo zoológico. Antes de retornar para São Paulo, o menino ainda será submetido a exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal em Cascavel. Na terça-feira, o tigre Hu voltou a ser exposto aos visitantes no zoológico, depois de cinco dias de confinamento preventivo.

Investigação – O delegado responsável pelo caso, Denis Merino, afirmou que avalia a responsabilidade criminal do pai do menino no acidente – e pode indiciá-lo pelo crime de lesão corporal grave. Segundo o delegado, o pai afirmou em depoimento que não percebeu que o garoto se aproximava do tigre porque estava ocupado com o filho mais novo, de 3 anos. Testemunhas, contudo, contestam a informação. De acordo com a prefeitura de Cascavel, o pai teria ignorado as placas de perigo e os apelos dos demais visitantes ao permitir que o filho brincasse tão perto do animal.

Fonte: Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *