PENSÃO IRREGULAR – Juiz manda servidora devolver R$ 700 mil à prefeitura de Londrina

Acusada pelo Ministério Público (MP) de fraudar a Prefeitura de Londrina durante seis anos, uma servidora da Universidade Estadual de Londrina (UEL) foi condenada a devolver aos cofres municipais o valor de R$ 699.757,82. A decisão foi proferida pelo juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Emil Tomás Gonçalves, no último dia 5.

Para o magistrado, ficou demonstrado que a servidora recebeu, indevidamente, da Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais (Caapsml), a pensão de sua mãe após seu falecimento, em junho de 2008. O pai da servidora era aposentado pela prefeitura e faleceu em 2001.

Leia mais na Folha de Londrina.

Loriane Comeli – Grupo Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *