Richa se diz ‘surpreendido’ com autorização de reajuste da energia

Reajuste médio de 35,05% foi autorizado pela Aneel nesta terça-feira (24).

Governador do PR disse que vai buscar uma solução junto à Copel.

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), afirmou ter sido “surpreendido” com a autorização do aumento médio de 35,05% nas contas de luz dos clientes da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Através de sua conta no Twitter, Richa informou nesta terça-feira (24) que irá pedir à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a suspensão do aumento – o que na prática é desnecessário já cabe à Copel a aplicação ou não do reajuste. A revisão do valor cobrado partiu da própria Copel, que tem como acionista majoritário o governo paranaense. A companhia solicitou à Aneel aumento de 32,45% no mês de maio, contudo o percentual autorizado acabou sendo maior.

O reajuste das tarifas da Copel é um dos maiores aprovados pela agência entre as distribuidoras que já passaram pelo processo em 2014. No caso da Copel, o aumento é consequência da alta no preço da energia nos últimos meses.

O aumento começa a valer já nesta terça. Além da Copel, que atende a 4,2 milhões de unidades no Paraná, a Aneel também aprovou reajuste médio de 40,42% para os cerca de 40 mil clientes da Cocel, distribuidora que atende à cidade de Campo Largo, na Região de Curitiba. Na CFLO, que atende 54 mil unidades no município de Guarapuava, o reajuste médio foi de 42,73%.

A Copel informou que o consumidor residencial médio da empresa gasta em torno de 150 KW/hora por mês – o que resulta em uma conta de luz de R$ 64. Com o aumento, de 33,49% para as residências de baixa tensão, a conta deve subir para R$ 84 – um aumento de R$ 0,66 por dia.

Protesto

protesto
Dezenas de pessoas participaram de um protesto em frente à Copel na manhã desta terça-feira, contra o reajuste na tarifa de luz. Também participaram membros do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). A manifestação chegou a bloquear duas faixas da Rua Coronel Dulcídio, deixando o trânsito lento no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *