Sem Hulk, Brasil e México fazem jogo difícil e não saem do empate em Fortaleza; 0 x 0

A partida começou com as duas equipes valorizando a posse de bola, mas sem arriscar muito. A vitória, tanto para o Brasil quanto para o México, seria a passagem carimbada para a próxima fase.

A torcida mexicana presente na Arena Castelão soube fazer a diferença fora de campo e vaiou repetidas vezes em que a Seleção Brasileira tocava a bola.

O primeiro lance de perigo da Seleção veio aos 11 minutos quando Neymar, jogando pela esquerda, cruzou para Fred que tocou para o fundo da rede mexicana, apesar do bandeirinha validar o gol, o árbitro marcou o impedimento corretamente.

Aos 23 minutos, foi a vez do México pressionar. Herrera avançou pela direita e de fora da área soltou a bomba obrigando o goleiro Júlio César a fazer grande defesa. Em seguida, o Brasil reagiu com jogada de Daniel Alves para Neymar, que de cabeça acertou a trave mexicana.

No final da primeira etapa, jogada envolvendo Neymar, David Luiz e Paulinho obrigou o goleiro Ochoa a fazer grande defesa.

Em jogo equilibrado e sem arriscar muito, as duas seleções não saíram do 0 a 0 no primeiro tempo.

A segunda etapa começou com pressão mexicana. Com muitas faltas, os adversários tentavam intimidar os jogadores brasileiros.

O Brasil também decidiu atacar mais e Felipão trocou Ramires, jogador de marcação, por Bernard, buscando velocidade.

Aos 8 minutos, o mexicano Guardado arriscou de longe e a bola passou perto do gol brasileiro. Aos 11, o México voltou a chutar e Júlio César mais uma vez correu risco de gol. A única chance real do Brasil veio em bola parada aos 17 minutos. Neymar bateu e a bola passou rente a meta mexicana.

Ainda na busca pelo ataque, o técnico Luiz Felipe Scolari tirou Fred, que pouco pegou na bola durante o primeiro tempo, e colocou Jô, centroavante do Atlético Mineiro. Oscar, destaque na partida contra a Croácia também saiu e deu lugar a Willian.

No final da partida, as duas equipes atacaram ainda mais e ofereceram risco às metas opostas, mas a partida não saiu do 0 a 0.

Com um empate e uma vitória para cada equipe, as duas seguem na fase de grupo empatadas com 4 pontos. Brasil segue líder no saldo de gols.

Brasil x México

Na tarde desta terça-feira(17), o segundo desafio da Seleção Brasileira na primeira fase da Copa do Mundo foi o México.

O palco voltou a ser a Arena do Castelão em Fortaleza, onde as duas seleções se enfrentaram pela Copa das Confederações no ano passado e o Brasil venceu por 2 a 0.

O México fez sua primeira partida na Copa contra a Seleção de Camarões e venceu o jogo por 1 a 0. A Seleção também vem de vitória contra a Croácia no último dia 12 por 3 a 1.

Na Seleção, o jogador paraibano Hulk não disputou a partida. Ele sentiu dores musculares, passou por exames em Fortaleza, mas nenhuma contusão grave foi constada pela equipe médica. A partida teve Ramires como titular, que no segundo tempo foi substituído por Bernard.

O México veio com todos os seus titulares.

– Esta foi a terceira vez que as duas seleções se enfrentam em Copas do Mundo. O México nunca venceu nenhum dos confrontos; – No total, Brasil e México já se enfrentaram 39 vezes. O Brasil venceu 22 partidas, o México 10 e o empate prevaleceu apenas 6 vezes; – A partida com mais gols das duas equipes aconteceu em 1999, na Copa das Confederações, quando o México venceu a Seleção Brasileira por 4 x 3.

Fonte: PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *