Só permanece no sertanejo quem tiver identidade, diz João Bosco e Vinícius

Depois de ficarem dois anos focados na elaboração de um novo projeto, João Bosco e Vinícius voltam ao cenário da música sertaneja com o álbum “Indescritível”. Composto somente por canções inéditas, a dupla diz que fez um “trabalho artesanal” e que foi acompanhado de perto para que não perdesse a identidade musical dos cantores.

Construída desde 1994, a história da dupla conta com uma linearidade no estilo e nas letras das músicas. João Bosco e Vinícius investem no sertanejo romântico sem deixar de ser animado e é exatamente isso o que mostram no novo CD. De acordo com eles, a fidelidade no que a dupla acredita é a receita para construir uma carreira sólida.

“É um grande problema a mudança de estilo no sertanejo porque um dos fatores principais é a identidade. Nunca fomos contra a nenhum gênero ou ritmo desde que a pessoa sempre defenda a mesma bandeira. Quem muda no meio do caminho, não estava defendendo o que cantava. Os artistas que permanecerão com uma carreira sólida são aqueles que têm critério e identidade”, classificou Vinícius.

Em 2013, Michel Teló e Gusttavo Lima declararam deixar um pouco de lado as músicas de balada para focar mais no sertanejo romântico. Marcado pelos hits de balada “Gatinha Assanhada” e “Tchetcherere”, Gusttavo disse que a prioridade atual para sua carreira será as músicas mais “doídas, românticas e aquelas que contam uma história”. Já o dono de “Ai Se Eu Te Pego” declarou que gosta de hits que falam de amor, mas acredita que é preciso dosar com os animados.

“Queríamos um CD para gente ouvir em nosso carro”

João Bosco e Vinícius dizem “ser muito críticos com o próprio trabalho”. Por isso, não colocaram tempo para finalizar o novo CD. Inicialmente, eles fizeram um compilado de mais de 800 canções que os agradavam, adaptaram determinadas letras de outros compositores, e selecionaram 20 delas para serem gravadas. No entanto, somente 14 estão em “Indescritível”.

“Não queríamos lançar um produto que tivesse só quatro músicas boas. Queríamos fazer um CD para gente ouvir em nosso carro porque somos muito críticos com as nossas músicas e nem tudo agrada a gente”, disse João Bosco, que tem planos de gravar um DVD.

Com exclusividade para o UOL, a dupla comentou as principais faixas e contou o porquê cada uma delas foi escolhida para estar no novo trabalho. Leia abaixo:

Faixa a faixa João Bosco e Vinícius
  • “Um Lugarzinho na Sua Cama”

    Vimos um potencial na canção logo de cara por ser uma música comercial e com apelo romântico. A música conta a história de um cara que fez besteira e perdeu o lugar na cama ao lado da mulher. A maioria dos homens já fizeram isso. Foi muito bem escrita pelos compositores. Para a gente chegar ao final dela, fizemos cinco arranjos até chegar ao que realmente gostássemos.

  • “Eu Vou Morrer de Amor”

    Já conhecíamos e sabíamos que outros artistas já tinham gravado essa música. É canção comercial que fala da balada e no refrão mostra o amor e paixão.

  • “Girassol”

    Foi a primeira música desse projeto. Quando conhecemos essa canção, vimos a nossa cara e tinha tudo. O batidão, por exemplo, tinha um apelo diferente. Ela é uma das músicas mais pedidas nos shows.

  • “Indescritível”

    Conhecemos essa música há mais de três anos e é uma composição do Roni, da dupla Roni e Rangel. Eles tinham acabado de gravar a música, mas fomos namorando e ficamos apaixonados por ela. A canção ficou guardada no nosso e-mail e esperando o nosso momento por esses três anos.

  • “Sorte é Ter Você”

    É uma música que conhecemos há muito tempo. A composição é do Diego Faria. Ele mostrou e gostamos dos trocadilhos. Só que a parte A da música, ?andei por toda a cidade, não existia? e o refrão eram outros. Conseguimos convencer o Diego e o Claudio Noam e pedimos para mexer e acertar a música. Mexemos e deu muito certo. É uma música que tínhamos muita vontade de gravar e não desistimos dela.

    Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *