Treze carros elétricos começaram a operar hoje em Curitiba

 

Os carros elétricos começam a operar nesta quinta-feira (05) em Curitiba. No dia mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta quinta-feira, a Prefeitura de Curitiba deu início à operação do Ecoelétrico, projeto que inclui veículos puramente elétricos na frota pública da cidade. Desta forma, a capital paranaense se reafirma como inovadora, em especial, em mobilidade urbana.

Desenvolvido em quatro fases, de 2014 a 2020, a operação começa já com a Copa do Mundo. Nesta primeira etapa, o projeto conta com 13 veículos puramente elétricos (Zoe – 5 unidades; Kangoo Z.E – 3 unidades, Twizy – 2 unidades) e três miniônibus, repassados em comodato pela Itaipu Binacional e Aliança Renault Nissan à Prefeitura por dois anos. Os carros passam a ser utilizados pela Guarda Municipal, Secretaria de Trânsito (Setran) e Instituto Curitiba de Turismo.

“Nossa gestão tem essa preocupação de aliar melhoria na qualidade de vida dos moradores de nossa cidade com preservação do meio ambiente. Através desta parceria estamos dando um grande passo para que o carro elétrico seja adotado no Brasil e possa ser adquirido pela população”, afirma o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet.

Fruet disse que o maior desafio é mostrar que é possível e viável a aplicação desta tecnologia inovadora na frota pública. “Bem vinda ao futuro Curitiba”, enalteceu o prefeito, lembrando que a qualidade de vida e a mobilidade urbana são prioridades de sua gestão. “Lançamos o edital do metrô, melhorias no BRT e Inter 2 e implantaremos a primeira Via Calma do Brasil e a faixa exclusiva da Rua 15 de Novembro. Sempre buscando o diálogo e novas parcerias”, afirmou.

O Ecoelétrico é um projeto de parceria entre Município, Itaipu Binacional, Aliança Renault-Nissan e CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel) de Portugal. Também se configura como a primeira ação da capital paranaense para o cumprimento das recomendações do termo de compromisso para a redução das emissões de gases e de riscos climáticos, assinado pelo prefeito Gustavo Fruet, durante o C-40, em Johanesburgo, África do Sul.

A vice-prefeita e secretária de Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves, coordena o projeto do Ecoelétrico em Curitiba. “É uma tecnologia nova e do futuro que está sendo implantada como projeto piloto, como parte do compromisso desta gestão em proporcionar mobilidade sustentável”, disse.

Para Mirian, não há lugar melhor do que Curitiba para implantar esse projeto. “É uma realidade que proporciona mobilidade inteligente a serviço das pessoas, com baixo impacto ambiental”, afirmou a vice-prefeita.

O vice-presidente da Renault, Alan Tissier, disse o carro elétrico não é um protótipo, mas uma realidade. “É a cara de Curitiba. Uma ideia ambiciosa com compromisso de sustentabilidade ambiental”, afirmou.

A diretora financeira executiva da Itaipu, Margaret Groff, disse que além de todos os benefícios ambientais, o ecoelétrico ainda vai proporcionar indicadores e análise do desempenho do projeto.

Postos

A operação do Ecoelétrico compreende ainda a instalação de dez postos de abastecimento (eletropostos) sensorizados para a captura de dados e conectados em tempo real ao sistema de mobilidade inteligente (mobi.me). Eles serão instalados em sete diferentes locais: Praça Rui Barbosa, Parque Tanguá, Parque Barigui, Secretaria de Administração, Prefeitura- Palácio 29 de Março, Setran- Prado Velho, Jardim Botânico.

Todo o sistema será monitorado online com a atualização de indicadores sobre CO² poupado, energia consumida, número de viagens e distâncias percorridas e poderá ser acompanhado pelo endereço: www.ecoeletrico.curitiba.pr.gov.br. Cada usuário receberá um cartão com o qual terá a permissão para abastecer o veículo e ainda acompanhar informações sobre a performance como autonomia e carregamento.

Os 13 veículos que compreendem o projeto Ecoelétrico em sua primeira fase serão utilizados pela Guarda Municipal, Secretaria de Trânsito (Setran) e Instituto Curitiba de Turismo. Na Guarda servirão para ronda e patrulhamento nos parques da cidade e como módulo móvel que circulará pelas praças. Na Setran, serão utilizados no programa de escola pública do trânsito e ainda como suporte às atividades de fiscalização de seus agentes e em seu departamento de mobilidade. Já no Instituto Curitiba de Turismo, os veículos destinam-se à criação dos postos móveis de informações turísticas que devem transitar em locais estratégicos de grande aglomeração como Arena da Baixada, Fan Fest, polo hoteleiro, parques. Outro objetivo é dar suporte a comitivas em atividades recreativas e culturais.

Na Prefeitura, os motoristas da Guarda Municipal, Setran e Instituto Curitiba de Turismo receberam capacitação para conduzir os veículos conforme as especificidades de cada carro compreendendo autonomia, sistema de abastecimento, motor elétrico e ainda sobre o sistema de operação mobi.me.

Estiveram presentes ao evento de lançamento da frota Ecoelétrica o presidente executivo do CEIIA, José Ruy Felizardo, os cônsules Oseil Moura (Senegal) e Toshio Ikeda (Japão), o líder do prefeito da Câmara Municipal de Curitiba, vereador Pedro Paulo; os vereadores Jonhy Stica e Bruno Pessuti; o presidente da URBS, Roberto Gregório da Silva Júnior e demais secretários.

Outras fases do projeto

O Curitiba Eco-elétrico será desenvolvido em quatro fases, entre 2014 e 2020. A primeira fase está sendo implantada com foco nos serviços da Prefeitura, em especial aproveitando a oportunidade dos jogos da Copa do Mundo FIFA 2014.

Para a segunda fase do projeto (2015-2017), estão previstos totens de abastecimento multifuncionais que devem agregar em um único equipamento serviços de recarga, cartão transporte, recarga dos veículos, parquímetro (estar), câmera de monitoramento, botão de emergência, informações turísticas, bicicletas compartilhadas, wi-fi institucional. Também há a previsão de estudos para implantar soluções de compartilhamento (sharing) de carros e bicicletas, inicialmente voltadas para o mercado corporativo e a serviços de interesse público.

As próximas etapas (2018 – 2020) estabelecem estudos de integração aos diversos serviços de transporte público.

Feira de Transporte Público de Paris

Curitiba é cidade convidada de honra da European Mobility Exhibition – Transports Publics 2014, que ocorre de 10 a 12 de junho, em Paris, por ser considerada cidade modelo, especialmente, em mobilidade urbana. Mantendo a sua reputação, Curitiba apresentará, durante o evento, o Ecoelétrico, seu mais novo projeto de mobilidade elétrica inteligente desenvolvido em parceria com Aliança Renault-Nissan, Itaipu Binacional e CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel) de Portugal.

Fonte: BemParaná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *